A BARBÁRIE MODERNA DO AGRONEGÓCIO VERSUS A AGRICULTURA CAMPONESA: IMPLICAÇÕES SOCIAIS E AMBIENTAIS – Rodrigo Simão Camacho

O modelo agrário/agrícola nacional, dominado pelo capital nacional e internacional, baseado no latifúndio, na monocultura, no trabalho assalariado e na exportação, traz consequências negativas sociais e ambientais. Por isso, esse modelo representa, contraditoriamente, ao mesmo tempo, a Barbárie e a Modernidade. Neste sentido, a alternativa contrária a esse modelo está na construção de uma reforma agrária que permita a produção da agricultura camponesa e de todos os povos do campo de maneira plena, pois estes mantêm uma relação equilibrada com a natureza, produzem cultura no campo e cumprem um papel importante na produção de alimentos saudáveis para toda a população.

ABarbarieModernaDeAgronegocioVersusAAgriculturaCam-3799020

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s